4020-2504 / (31) 3239-4000
Usuário Senha
Esqueceu sua senha?

Notícias

Dicas para as empresas pagarem menos impostos
Por: Julia Drumond 20 de Marco de 2017 em: Blog

Pessoas e empresas tem dificuldade de pagar os impostos no Brasil, afinal o país tem uma das maiores cargas tributárias do mundo. Por isso, gerir uma empresa e pagar impostos são dificuldade constante na vida de diversos empresários. Neste texto daremos algumas dicas dentro da legalidade para pagar menos. Lembre-se que medidas ilegais podem levar a multas e penalidades.

Neste artigo vamos abordar os impostos para gestão da empresa, pois a arrecadação corresponde a mais de 35% do PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos em nosso país) e afeta a estrutura das empresas, seja na definição dos custos, na política comercial, nos investimentos e até mesmo na sua continuidade e sobrevivência.

Por isso, no meio tributário é fundamental ter um bom guia para não cometer erros que podem complicar as finanças da sua empresa. Veja as nossas dicas:

Cuidado com o Imposto de Renda

 

imposto de renda

A tributação do Imposto de Renda é escolhido pela empresa conforme seu planejamento, podendo optar pelo lucro real ou suposto. Caso sua empresa seja pequena ou micro, pode optar pelo SIMPLES, se forem atendidos todos os aspectos da legislação tributária.

Dentro do lucro real a empresa pode optar entre:

+ Lucro real anual: Ideal para empresas que tenham faturamentos sazonais, podendo optar pelo recolhimento mensal calculado a partir de estimativas do faturamento mensal. Neste caso, pode-se demonstrar que o imposto já pago no ano esta acima do imposto devido, suspentendo ou reduzindo o paramento do imposto em curso;

+ Lucro real trimestral: Para empresas cujo faturamento é linear, calculado baseando-se no lucro do trimestre.

O lucro real pode ser calculado da seguinte foma:

Soma da receita bruta, menos os custos dos produtos ou serviços vendidos, menos despesas, mais ajustes fiscais exigidos, menos ajustes e incentivos fiscais permitidos = Lucro base para imposto de renda.

Lucro Real x 15% = imposto de renda a pagar.

O adicional é calculado do seguinte modo:

Quando o lucro apurado exceder a R$ 20.000,00 (vinte mil reais) no mês ou R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) no trimestre, deve ser calculado o adicional aplicando-se 10% sobre o excedente e somado ao IRPJ para pagamento no mesmo documento.

Opte pelo modelo mais adequado

 

modelo de gestão

As empresas precisam do modelo tributário mais adequado. Muitas organizações pagam mais do que deveriam simplesmente por falta de uma gestão interna que gere informações confiáveis para uma análise mais criteriosa.

Diminuição do pró-labore

Se a sua empresa está no Lucro Real, uma boa opção é diminuir o pró-labore e implantar a distribuição de lucros isentos aos sócios. Isso pode aumentar a economia em até 47,5% sobre os valores retirados. Pode ser aplicado com a existência de uma cláusula contratual específica abordando essa possibilidade e caso os lucros sejam comprovados mediante a balancete de suspensão e redução de tributos. Para isso acontecer a escrita contábil deve ser feita com muito rigor.

Atenção aos preços

Na cotação de preços verifique se o produto comprado não ultrapassa os 40% do seu conteúdo em importação, pois nesse caso a mercadoria terá uma alíquota de 4% de ICMS onde o empresário (no caso de ser micro ou pequena empresa e optar pelo SIMPLES) não possuirá direito ao crédito do valor e terá de recolher a diferença da alíquota, aumentando a carga tributária.

Gostou do nosso artigo? Leia também sobre a importância da comunicação empresarial.

Compartilhe!
Linkcom
  • Av. do Contorno, 2905, 13º Andar | Santa Efigênia | Belo Horizonte - MG | 30110-014 | Brasil
  • 4020-2504 / (31) 3239-4000